Translate

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

ITAMBI KANGALA UMONA MAMBU

ITAMBI KANGALA UMONA MAMBU
» CAMINHAR é uma necessidade para quem precisa de conhecer outras realidades ou realizar sonhos.
(Adágio ibinda)

» Kanama obá. Katako kabe!
» Para ter é preciso andar. Quem apenas se senta não alcança.
(Adágio Kimbundu/Kibala)
 

sábado, 1 de dezembro de 2018

KATELEBO KADYEBO!


» Não contribuiu, não espere usufruir.
» Não semeou não espere colher.

Sabedoria ambundu

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

HALA NYI KAMBWIJI

Hala wenda ubeka. kambwiji nyi mwiji we!
» O caranguejo anda sozinho. A paca com a sua família.
» Apenas quem não tem parentes se apresenta perante um problema/uma contenda com outra parte desacompanhado.
» Quem tem parentes, deles se serve ou se faz acompanhar para enfrentar diferendos.

Sabedoria ambundu (recitada por Rosária Kiteta Albano)

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

KANAMA OBÁ

» Kanama obá. Katako kabe!
» Para ter é preciso andar. Quem apenas se senta não alcança.
(Adágio Kimbundu/Kibala)

sábado, 15 de setembro de 2018

MWANA YAKALA vs MWANA NKETO

» Mwana yakala nkundi ya se diani (kumusi a kangalanga);
» Mwana nketo mwana ngudyane (mwana nketo nfinfidi ya ngudi).

Rapaz é filho do pai (com ele mais fica). Menina é filha da mãe (com ele mais confidencia).

Sabedoria Bakongo (narrada por pelo ancião MasCa)
 

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

MATU KALUTANGA NTU KO

» Matu kalutanga Nntu ko
 
» Por mais longas que sejam as orelhas nunca ultrapassam a cabeça.
» Por mais sábia que seja uma pessoa sempre procurará aprender com outras
Matu kalutanga Nntu ko
 
 
Sabedoria kikongo
 

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

WAKWATA MU HOPO WANU


AFORISMO AMBUNDU (Lubolo e arredores).
Aplica-se em distintas situações.
» Quem se acapara de algo alheia é ladrão (basta pegar o copo para ser bebedor);
» Onde haja muita gente, basta provar para ser partícipe do repasto;
» Sexuou? engravidou. Se fez, assume o barulho!
Wakwata um hopo wano: literalmente é: "quem pegou o copo (com a bebida) é porque (também a) tomou".

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

KHUFU FWIDILU

Khufu fwidilu ou Lufwa lu khufu: É um aforismo ibinda que se traduz literalmente em "morte de cágado" ou "morrer de cágado".
Pude ver, há dias em minha casa, que o cágado embora animal pacato e sem extravagâncias ou exibicionismos, despede-se da vida com exorcizações. Quase que a relva ia aos ares!
Os ibinda, quando alguém "moribundu" se releva provocador ou actor de acções vistosas de última hora, recitam esse aforismo: khufu fwidilu
  

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

PWETE KUFUKOKA MEMA

Quando há bloqueios na comunicação entre dois indivíduos ou duas famílias, os mais velhos do Libolo, Kibala e arredores adagiam:
Pwete kufukoka mena kandandi ketepo

» Onde a água faz remoinho é porque há uma pedr(inh)a.
» Se a comunicação não flui há gargalo a remover.
» Se há fumo é porque houve combustão

terça-feira, 14 de novembro de 2017

NDU BOXI

Ndu boxi, ndu mu kinyi!
"Ndu" é som onomatopeico produzido pelo contacto entre o pilão e almofariz. Significa "martelar" no chão e no almofariz. O mesmo que "uma no cravo e outra na ferradura" ou um passo à trás e dois à frente. Há ainda quem prefira "um olho no peixe e outro no gato".
Ndu boxi, ndu mu kinyi.

sabedoria angolense, Libolo, Kibala e arredores.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

KAXINJI, WALIVITA UNUNA!

Eye kaxinji, walivita únuna.
 
Kaxinji é uma espécie de rato altamente gorduroso.
> Sentes-te poderoso, assume as consequências!
Esse adágio metafórico da região de Lubolu, Kipala e arredores é, normalmente, evocado em situações em que alguém adopta duplo compromisso onde apenas um é normal (poligamia, por exemplo) ou uma atitude precoce (casar sem trabalhar, ter filhos sem se preparar, etc.). Ao chamar-se o "autor" à razão, é-lhe evocada essa máxima.
 Eye kaxinji, walivita únuna!

sábado, 1 de abril de 2017

ZUNDU KATANDELA!

Zundu katandela. ki watandela kuha wahi!
 
Há atitudes e comportamentos que definem o nosso ser, sendo inseparáveis de nós.
Podem ser encontradas outras leituras para essa máxima em Kimbundu do Libolo e Kibala.
 
O sapo não estica as pernas. Se as estiver esticadas é porque está morto!